O objetivo da iniciativa é reduzir número de faltas nas consultas.
Divulgação/ Prefeitura de Praia Grande
O objetivo da iniciativa é reduzir número de faltas nas consultas.


Mais uma consequência provocada pela pandemia é o aumento do número de faltas em consultas agendadas de puérperas (pós-parto), bebês e ainda nas vacinas das crianças na unidade de Saúde da Família (Usafa) do Bairro Quietude.

Para resolver este problema, a equipe da unidade encontrou uma solução humanizada. A partir de uma parceria com uma costureira voluntária e que também é paciente atendida no local, foram confeccionados e disponibilizados gratuitamente protetores faciais para os bebês.

O protetor facial confeccionado é uma viseira plástica que fica acoplada a um boné. Por conta do formato, oferece total conforto e consegue proteger o rosto do bebê de possíveis gotículas, cumprindo o mesmo papel que as máscaras usadas pelos adultos em meio a pandemia.

Até o momento a Usafa Quietude já entregou cinco protetores faciais. Mães que estão cadastradas nesta unidade e interessadas no material devem entrar em contato com a equipe técnica da unidade, que analisará a necessidade da disponibilidade caso a caso.

“As mães não estavam indo às consultas por medo da covid-19. Com os protetores, isso foi solucionado”, explicou a enfermeira da Usafa Quietude e consultora em aleitamento materno, Mileide Muniz da Cunha.

Os materiais utilizados na confecção dos protetores faciais foram doados pelos integrantes da equipe da Usafa Quietude. “Todos se uniram e entregamos os materiais para a voluntária. Para a retirar do protetor facial, é necessária uma análise para ver se a família, de fato, necessita da doação”, explicou a enfermeira.

Também fazem parte da coordenação do projeto da disponibilização dos protetores faciais para bebês a enfermeira, Raquel de Almeida Luna e a residente de enfermagem, Amanda Ferreira Viana. “O trabalho foi motivado pelo Programa de Residência desenvolvido no Município. A Usafa Quietude é um polo dessa iniciativa. As residentes pediram para trabalharmos em cima dos problemas que estavam surgindo por conta da pandemia”, disse Mileide.

    Veja Também

      Mostrar mais