As cidades da Baixada Santista voltaram para a fase laranja do Plano São Paulo . As novas restrições foram anunciadas nesta sexta-feira (22) pelo governador João Doria para conter o aumento de casos, internações e mortes em decorrência do coronavírus.

Leia também

A partir de segunda-feira (25), os municípios da Baixada deverão seguir o regime da fase laranja de segunda a sexta-feira até às 20 horas, e a partir deste horário entrará em vigor a fase vermelha. Aos fins de semana e feriados as cidades entrarão em fase vermelha.

As medidas vão vigorar até o dia 7 de fevereiro. Até lá, nenhuma cidade poderá avançar às fases amarela e verde, as mais flexíveis em relação ao atendimento presencial. “Antes que milhões de brasileiros possam ser vacinados, todos nós precisamos lidar com a dura realidade que a pandemia nos impõe neste momento”, afirmou o governador João Doria.

Você viu?

As medidas foram recomendadas por cientistas e médicos do Centro de Contingência do coronavírus. O grupo de especialistas orienta e aconselha as autoridades estaduais com base em índices epidemiológicos e hospitalares desde a confirmação do primeiro caso no Brasil, há quase 11 meses.

O Governo do Estado e o comitê de saúde voltaram a pedir a colaboração de toda a sociedade para reforçar o distanciamento social e evitar aglomerações ou reuniões sociais, além de uso obrigatório de máscaras em locais de acesso público e higiene frequente das mãos. O novo mapa mostra 78% da população de São Paulo na fase laranja e 22% na etapa vermelha.

A fase mais rígida só permite o funcionamento normal em setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Demais comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

Já na etapa laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

A venda de bebidas alcoólicas no comércio varejista só pode ocorrer entre 6h e 20h. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que essa comercialização poderá voltar a ser feita sem as restrições atuais.

A nova fase tem início na próxima segunda-feira (25).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários