Ciente da importância do Censo Demográfico , já que esta é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população, a Prefeitura de Praia Grande aguarda a decisão oficial do IBGE sobre a realização do Censo Demográfico de 2021. Desde o início do planejamento do Censo, o Município se colocou à disposição do IBGE para oferecer apoio e suporte aos postos de coleta da Cidade, assim como nas edições anteriores.

Leia também

O último levantamento do IBGE foi realizado em 2010 e apontou que a população de Praia Grande era em torno de 262 mil habitantes e a estimativa para 2021 é de 330.845 moradores. O estudo é realizado a cada 10 anos e no ano passado, as tratativas para a realização do Censo 2020 estavam ocorrendo normalmente na Cidade, inclusive, já com definição dos postos de coleta, mas devido a pandemia da covid-19, o estudo demográfico foi adiado para 2021.

Para a secretária de Planejamento de Praia Grande, Eliana Cristina Jerônimo Ferreira, o Censo demográfico é uma radiografia da população de uma cidade e do País. “O IBGE publica anualmente uma estimativa de população, no entanto, é um cálculo que nem sempre expressa a realidade. O Censo traz detalhes e números bem próximos da realidade. O estudo nos Municípios faz a contagem correta de pessoas por bairro, faixa etária, gênero, raça e condições sociais e isso é fundamental para o planejamento dos serviços públicos”.

A secretária completou que as estimativas anuais do IBGE são feitas com base na contagem de 2010 e calculam o número de nascimento e mortes, com análise sobre migração, ou seja, quanto mais longe do ano da apuração, nesse caso em 2010 (último censo), mais distorcida fica a estimativa.

“É possível dizer que hoje já trabalhamos com um número que não reflete a realidade. Por isso, a importância do Censo para qualquer Cidade, especialmente uma como Praia Grande, que cresce tanto a cada ano, um aumento populacional acima da média nacional. Então esses dados são muito importantes para planejamento e implantação de ações e serviços públicos” A representante de Praia Grande destacou ainda que conhecer a realidade é fundamental para qualquer administração pública.

“Sobre o assunto, podemos citar, por exemplo, a distribuição de vacinas pelo Estado. Se não conhecemos o número exato de habitantes para cada faixa etária, como distribuir o número suficiente de doses? Muitas pessoas escolhem viver sua aposentadoria em Praia Grande, muitas famílias jovens chegam em busca de oportunidades, não há como ter estimativa precisa sem contagem, já que cerca de 80% de nosso crescimento é migratório. A mesma situação ocorre em diversos outros temas, educação, assistência social, etc. Somente com o censo chegamos a esta visão mais apurada da realidade da nossa Cidade”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários