O acometimento dos rins é uma realidade de cerca de 30% dos pacientes graves de covid-19 . Estudos indicam que, além da doença atacar as células do rim, pacientes que tiveram os pulmões gravemente atingidos e necessitam de ventilação mecânica podem ter outros órgãos lesados “por tabela” devido ao aumento da pressão sanguínea no tórax e diminuição dessa pressão em outros locais do corpo. Desta forma, o rim é um dos órgãos que mais sofrem. Aqueles que já são pacientes renais e contraem a covid-19 também podem ter sua vida impactada significativamente no caso de terem as formas mais graves da doença.

Leia também

Seduc distribui mais de 38 mil kits de alimentação escolar a alunos

Para aprimorar o atendimento deste tipo de caso, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande adquiriu três novos equipamentos completos de hemodiálise para compor a UTI de Covid-19 do Hospital Municipal Irmã Dulce. Desta forma, a Cidade reforça também o sistema municipal de Saúde.

Você viu?

Agora são, ao todo, cinco máquinas de hemodiálise no Hospital, sendo as três novas específicas para covid-19. Após o término da pandemia elas serão utilizadas em todo o complexo hospitalar.

“São equipamentos de suma importância para ficar nas UTI covid neste momento. A Covid-19 é uma doença que agride mais os rins do que outras. Em média, um terço dos pacientes graves vão evoluir para uma insuficiência renal. Então, essa ação é fundamental para a manutenção da vida, para salvar o paciente”, destaca o subsecretário de Atenção em Saúde, Marcelo Bechara.

As máquinas realizam a diálise, que é um processo de filtração do sangue para eliminação do excesso de líquidos e também das toxinas do organismo. Esse processo é realizado naturalmente por rins saudáveis e precisa ser substituído no caso de uma insuficiência renal aguda ou crônica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários